h1

Novembro

10/10/2010

Recomeçar, apesar dos desafios

Resiliência. Como uma palavra tão diferente pode ter um significa do tão prático e um resultado tão poderoso?

Modismos à parte, resiliência passa a ser vista cada dia mais como um comportamento fundamental na vida de todo o ser humano que está disposto a experimentar um patamar superior em sua vida. Podemos entender isso simplesmente como melhorar de vida, padrão social, carro, casa, emprego, carreira e assim por diante, ou perceber o infinito de possibilidades que existem contidos nesse conceito. Afinal o que é resiliência?

Talvez um refrão musical que se tornou um ditado popular possa nos dar pistas importantes. Você com certeza se lembra destas palavras: “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. Falada e cantada nos ambientes mais variados, o grande compositor Paulo Vanzolini traduziu a essência desse comportamento. Resiliência é a arte de recomeçar a despeito dos desafios, insucessos ou adversidades. Para podermos ter uma dimensão de sua relevância, foi citada como uma das grandes capacidades que permitiria ao povo americano superar os desafios da crise de 2008. Durante o discurso de posse do presidente Barack Obama, ouvimos a seguinte afirmação: “Vamos superar os desafios, o povo americano é resiliente”. Espero um dia poder dizer pessoalmente ao Obama que se o americano é resiliente, que palavra devemos usar para descrever o povo brasileiro? Quando disse isso recentemente em uma de minhas conferências corporativas, um engraçadinho disse brincando: acomodado, o brasileiro é acomodado. Contei até 10 e entrei na brincadeira: “Não sei onde você vive meu amigo, mas viajo os quatro cantos do país e vejo milhões de pessoas lutando todos os dias, para sobreviver, crescer, estudar seus filhos, construir seus negócios próprios mesmo com alto risco, trabalhar duro nas empresas, apesar de impostos injustos, educação muitas vezes precária, insegurança, corrupção, fraude, falta de reconhecimento e tantas outras coisas capazes de desanimar um ser humano”.

“Você se julga acomodado ou resiliente?”, perguntei a uma platéia de centenas de pessoas. Em coro ouvi a resposta: “resiliente”. “Não sei aonde você vive meu amigo, mas se é isso que você tem observado na sua roda social, tome muito cuidado com quem tem influenciado você no seu dia-a-dia”.

Jô Furlan – Médico, professor e pesquisador na área de Neurociência do Comportamento.

Texto retirado do site Personare: http://www.personare.com.br/revista/voce-e-o-futuro/materia/740/recomecar-apesar-dos-desafios

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: